Terça-feira, Setembro 30, 2003

CONVERGÊNCIA

Lacerado pelas palavras-bacantes
Visíveis tácteis audíveis
Orfeu
Impede mesmo assim sua diáspora
Mantendo-lhes o nervo & a ságoma.

Orfeu Orftu Orfele
Orfnós Orfvós Orfeles

Murilo Mendes
Convergência: 1963-1966


por aly . 2:29 PM .




Stephen Dedpriest: Vintage Woman

SANTA

Eu conheço o seu corpo
como um devoto
de Nossa Senhora
conhece o seu ícone:
lápide, carne.

aly. Opera Minima: Fonografias. (no preprelo)

por aly . 11:24 AM .



TwentiesOoops!

W. Worm, 1925

por aly . 10:53 AM .

Segunda-feira, Setembro 29, 2003

Interrogar as mulheres de Erté não serviria para nada; elas não diriam nada mais que elas próprias, senão um pouco mais loquazes (simbolicamente) que um léxico que dá a definição (no fim das contas, tautológica) de uma palavra, e não o seu devir poético. O que é próprio do significante é ser um ponto de partida (de outros significantes); e o lugar da partida significante, em Erté, não é a Mulher (ela não se torna em nada, a não ser o seu próprio penteado, ela é a simples cifra da feminilidade mítica), é a Letra.

Roland Barthes, 1982

por aly . 6:52 PM .






Alfabeto, por Erté

por aly . 5:54 PM .




Erté,

por aly . 5:44 PM .



Viajar, melhor q lincar


no link

ART ILLUSTRATION GASPARD

Suggestions, Critiques, Contacts Artistiques et liens sont les bienvenus.

Mail Gaspard

Pour achetez des images :

Alphabets 26 lettres images sans ponctuation.
Fichiers numériques haute définition. Lettrines A4 300 dpi

Adresse :

49, avenue du Bas-Meudon
92130 - Issy-les-Moulineaux - France


por aly . 5:15 PM .

Domingo, Setembro 28, 2003

Teje preso!
Negão e cucaracha,
tudo em cana.
trabajar, jamás,


criquimago

por aly . 10:06 PM .



Marilyn by Billy


Marilyn and Cukor & Bacall


Billy Wilder arquivava em pastas, sinopses, idéias, cenas iniciais, que ele, mais tarde, pretendia roteirizar. Uma delas continha uma divertida sinopse protagonizada por Marilyn Monroe:

"Marilyn Monroe é raptada pelo serviço secreto russo. Por meio de uma lavagem cerebral, querem transformá-la em espiã da União Soviética. Ela é muito valiosa por seu relacionamento com os Kennedys. Após três dias é mandada de volta. Não havia nada para lavar no cérebro".

Wilder, porém, tinha por MM uma grande admiração como pessoa e atriz:

"Quando a gente vê Marilyn na tela, deseja que tudo vá bem com ela; que seja feliz."

"Olhando retrospectivamente, devo dizer que jamais encontrei alguém que pudesse ser tão absolutamente trivial (utterly mean) quanto ela. Mas também não conheci ninguém que fosse tão maravilhosa no celulóide; isso inclui Greta Garbo."

"Marilyn era um gênio absoluto como atriz de comédia, com um senso extraordinário para o diálogo cômico. Era abençoada. Jamais vi outra atriz igual a ela."


por aly . 4:00 PM .



Melões


Você descobre a quantas anda a auto-estima de uma mulher pelo elogio que é necessário para fazê-la feliz.

Como eu já disse em algumas oportunidades, eu ando muito em forma ultimamente - forma de bola, não despertando, assim, elogios à minha sutil presença. Mas ontem eu dei uma saidinha e uns três rapazes passaram por mim. Assim que cruzamos, eu ouvi um deles falar:

- Caaaaaara, ce viu que beleza os peitão dessa mina de azul?

Eu me senti a mulher mais tesuda do planeta!

Ouvindo - Akira Soundtrack - Mutation

Do Sarcasmo S.A.: beloblog

por aly . 10:58 AM .



Obras Inéditas de Rosário Fusco

por aly . 10:13 AM .

Sábado, Setembro 27, 2003

DICCIONARIO
DOS SYNONYMOS

POETICO E DE EPHITETOS
DA
LINGUA PORTUGUEZA
POR
J.-I ROQUETE
E
JOSÉ DA FONSECA

PARIS: GUILLARD & AILLAUD, 1892


574 - Jactancia, vaidade

A jactancia é a linguagem da vaidade, é o instrumento
de que esta se serve para dar-se a conhecer. O fim da jactancia
é elevar-se: o da vaidade é offuscar aos demais.
A jactancia manifesta-se por meio de palavras e acções,
annuncia um amor proprio excessivo, e merece o desprezo dos
homens sensatos. A vaidade vale-se do traje particular do individuo,
manifesta-se no ar entonado e maneiras altivas, pretende-se
fazer-se superior a todos, e faz-se acredora do seu odio.
A jactancia torna-se ridicula; a vaidade degenera em mania;
a primeira causa riso, a segunda offende.

por aly . 6:38 PM .




Pulp fiction de 1935

por aly . 6:35 PM .



Da brevidade

"Lo bueno, si breve, dos veces bueno." Gracián

Conciso, adj. breve, curto, suscinto,
resumido, preciso, singelo, exato,
comedido, simples, sóbrio, compacto,
presso=lacônico, forte, vigoroso,
sumário, lapidar, elíptico, fino, delicado,
incisivo, cortante, enérgico.

Francisco Ferreira dos Santos Azevedo
Dicionário Analógico da Língua Portuguesa


Na família:
"A brevidade é a virtude dos Blogs"
In: Wolffgang Friedrich von Blog. Das Kürze in familie Blog.
Bremen: Storm Verlag, 2001.


Nos blogs: aqui.

Para o detido no cárcere.

por aly . 7:33 AM .



Lição de post II: nota cotidiana

setembro 24, 2003
mais enrolada que jibóia em xaxim
Queimei o feijão, a bancada do escritório não ficou como eu queria, quebrou a cafeteira, o arroz também queimou, a filha tá com virose e febre, tenho o aniversário dela prá organizar, o gato não come a nova ração, a faxineira não veio, a passadeira fugiu, a água acabou e meu trabalho acumulou. Tem certeza que hoje ainda é quarta-feira?

Afrodite Sem Olimpo

por aly . 4:52 AM .



Lição de post: crônica

25.9.03
Tempos Modernos Há meses quero ouvir a voz da Maria Rita Mariano. Um dia, faz muito tempo, Sabrina me ligou, tarde da noite, daquele jeito excitado dela, "quer ver a Elis no Mistura? Tenho convites mas tem que ser agora, rapidinho". Ela engoliu as palavras "filha da" e eu pensei que fosse aquele show sobre a vida da cantora, que a crítica meio que caiu de pau. Me deu preguiça e não fui. Depois me toquei que era a Maria Rita e lamentei muito. Mas agora, depois da overdose de matérias, artigos, críticas, reportagens, resenhas sobre ela, a impressão que eu tenho é que já ouvi, gostei e já enjoei. Fast life.

posted by marina w

por aly . 4:01 AM .

Sexta-feira, Setembro 26, 2003


Anonimo: autore americano anni '60 ca.

Tato à teta

Tetas tesas, tesudas.
Tudo que temo
é não tê-las.

aly. Opera Minima: Fonografias (no preprelo)

por aly . 2:33 PM .



Sade mon prochain


Méré, Charles: Le marquis de Sade, drame en deux actes (Iª rappresentazione: Paris, Le Grand Guignol, 5 febbraio 1921. Int: Maxa, Paulais), Paris: Librairie Théâtrale, Artistique et Littéraire, 1921.

por aly . 2:31 AM .

Quinta-feira, Setembro 25, 2003

O homem que sabia djavanês existiu e ainda existe!

Como decifrar este exótico idioma? Ora,
com o professor Afonso Henriques de Lima Goiaba
em seu diálogo com o dr. Albernaz; primeiro capítulo, aqui.

por aly . 8:58 PM .



Noite de autógrafos

A Editora José Olympio e a Livraria da Vila têm a honra de convidá-lo para
o lançamento do livro A origem curiosa das palavras,

do jornalista Márcio Bueno.

Livraria da Vila

R. Fradique Coutinho, 915 - V. Madalena - S. Paulo

29 de setembro, segunda-feira, a partir das 18:30h

OPINIÕES:
Ziraldo (O Pasquim, nº 65): "O livro é uma maravilha! As escolas criariam uma geração muito mais interessada e interessante se dessem o livro do Márcio para a criançada ler."
Juca Kfouri (Rádio CBN, 24/7): "É pra você ler, pra se divertir, pra ter como consulta na sua estante. Um livraço!"
A.F. Borges (O Globo, 2/8): "Os estrangeirismos e a banalização popularesca que tem feito do pior português o nosso idioma oficial encontram afinal neste livro um inestimável antídoto."

por aly . 11:56 AM .



O Calendário do Pensamento se despede e deixa o blogverso.
Não acho certo, S, nos acostumamos com ele, sempre o
indicamos como um dos melhores neste circocircuito de vaidades
q é o blogverso brasileiro. É muito triste isso, de difícil assimilação.
Não me despeço: tenho certeza de que amanhã você estará
de volta. Choro.

por aly . 9:13 AM .



A arte q o Erazê fez por ocasião do
meu aniversário e postada aqui no letteri,
foi publicada na Itália.
Blog é blogomondo: também.
Tanti auguri, Erazê.

por aly . 7:48 AM .



Jairo Ferreira no MIS. Aê, Jairão!

por aly . 1:58 AM .




clic imago e aprenda como enrolar seus clients; pronuncia-se cláentis.

O PowerPoint® e a estupidez empresarial & marqueteira,
aqui: na segunda matéria da página lincada. Et boas apresentações.

por aly . 12:47 AM .

Quarta-feira, Setembro 24, 2003

Letteri chafé


O logotemplate encolhe.
Os comentários somem.
Marcas do tempo?
Tão curto?

PostaScripta. Aviso aos navegantes:
O sistema de comentários Haloscan
ficou fora do ar, no mínimo, 24 horas.
Os comentários no letteri sempre
foram poucos & bons e me satisfazem.


por aly . 7:47 PM .



Pastoreio

Chamava-se Mapa o malhado
Mimoso o tordilho cansado
Jacira a mula barranqueira

Um pela cor batizado
Outro de antigo mimado
Na fêmea coisa interesseira

Erazê Martinho

por aly . 12:32 PM .

Terça-feira, Setembro 23, 2003

Carta de Natal a Murilo Mendes


Querido Murilo, será mesmo possível
Que você este ano não chegue no Verão
Que seu telefone não soe na manhã de julho
Que não venha partilhar o vinho e o pão

Como eu só o via nessa quadra do ano
Não vejo a sua ausência dia-a-dia
Mas em tempo mais fundo que o quotidiano

Descubro a sua ausência devagar
Sem mesmo a ter ainda compreendido
Seria bom Murilo conversar
Neste dia confuso e dividido

Hoje escrevo porém para a Saudade
- Nome que diz permanência do perdido
Para ligar o eterno ao tempo ido
E em Murilo pensar com claridade -

E o poema vai em vez desse postal
Em que eu nesta quadra respondia
- Escrito mesmo na margem do jornal
Na baixa - entre as compras de Natal

Para ligar o eterno e este dia.

Sophia de Mello Breyner Andresen, 1975

(Murilo Mendes morreu no dia no dia 13 de agosto de 1975)


por aly . 2:35 PM .



FAMÍLIA



"As relações de família pertencem a um plano onde as regras comuns de raciocínio e conduta não se aplicam. São um labirinto de tensões, brigas e reconciliações, cuja lógica é autocontraditória, cuja ética promana de uma confortável selva e cujos valores e critérios são distorcidos como o espaço curvo de um universo contido em si mesmo. É um universo saturado de recordações - mas recordações das quais não são extraídas lições; saturadas de um passado que não fornece orientação para o futuro. Pois, nesse universo, depois de cada crise e reconciliação, o tempo sempre começa de novo, e a história está sempre no ano zero."

Arthur Koestler: A Escrita Invisível, 1954

por aly . 12:42 PM .




Henri Matisse: Zulma, 1950. Gouache on paper cut-out.
Statens Museum for Kunst, Copenhagen, Denmark.



Debalde um véu cioso, ó Nise, encobre
Intactas perfeições ao meu desejo;
Tudo o que escondes, tudo o que não vejo
A mente audaz e alígera descobre.

Por mais e mais que as sentinelas dobre
A sisuda Modéstia, o cauto Pejo,
Teus braços logro, teus encantos bejo,
Por milagre da ideia afoita e nobre.

Inda que prémio teu rigor me negue,
Do pensamento a indómita porfia
Ao mais doce prazer me deixa entregue.

Que pode contra Amor a tirania,
Se as delícias, que a vista não consegue,
Consegue a temerária fantasia?

Manuel Maria l'Hedoux Barbosa du Bocage

In: Opera Omnia, sonetos

por aly . 1:29 AM .

Segunda-feira, Setembro 22, 2003

Homenagem a Soroyama Hajime

um dos maiores ilustradores eróticos de todos os tempos: pinupmaker.

por aly . 2:25 PM .




cricaqui

por aly . 7:20 AM .

Domingo, Setembro 21, 2003


(os caras pararam de chorar pelas torres: a chilena ainda coça)

Agora, do lado de casa; do lado não;
na perspectiva margarida de todos
os lados, só um lado: um bar que
não fecha. Fica aberto 24 horas!
Não acredito; toda hora vou lá.
Vinte e quatro horas! Pode?
Posso.

por aly . 3:48 AM .

Sábado, Setembro 20, 2003

O herói sai da estátua

Não posso mais agüentar,
Aqui faz calor demais.
A gente vira solene.
Todo mundo fica olhando.
Não gosto de exibições.
Vou me pôr bem à vontade,
Vou me meter no pijama,
Vou calçar os meus chinelos.
Nunca sofri tirania,
Também tirano não fui.
Violei a Constituição,
Foi a única mulher
Que nesta vida violei.
Expulsei governadores
Porque roubavam demais,
Porque mandavam demais;
Vivi abafando revoltas,
Até a revolta do mar;
Sou amigo da unidade,
O país consolidei.
Quem vive a lidar com o ferro,
Quem os navios amansa,
Não pode mais ficar preso
Nesta estátua de latão.
Mulher, não quero esta rosa,
Não gosto de flores não.

Murilo Mendes: História do Brasil, 1932

por aly . 1:22 PM .





Tango

Menino, meu homem
Vontade louca
Riscar o chão do bordel
Na boca a rosa vermelha

Menino, meu homem
Vontade louca
Sentir Carlos Gardel
Por entre as pernas: pareja

Menino, meu homem
Vontade louca
Do nada que eu tinha,
Grito de cinema mudo.

Nem imaginava que a parte
Já era o todo: tudo.

Cecília Veby
São Paulo, 19 de setembro de 2003

por aly . 12:59 PM .

Sexta-feira, Setembro 19, 2003




ARAMAICO

Amar é arte:
Equilibrar-se
No arame arcaico.

aly. Opera Minima: Fonografias

por aly . 3:33 AM .



ELIAS CANETTI




Aforismos


" En el amor es donde menos existe la piedad: en el amor cuenta siempre lo más pequeño, lo insignificante: esa precisión minuciosa le otorga su ser. Nada se olvida. Si uno dice: quiero todo, hay que entenderlo así: todo. Acaso sólo un caníbal podría ser aquí consecuente. Sin embargo, el canibalismo anímico es mucho más complicado: hay que advertir que se trata de dos caníbales que se devoran al mismo tiempo. "


" Una sociedad en la que los hombres ríen en vez de comer.
Una sociedad en la que no hay más de dos hombres juntos, todo lo demás es imposible e insoportable. Si un tercero se acerca, los dos se separan asqueados.
Una sociedad en la que cada persona le enseña a hablar a un animal; luego el animal habla por todas ellas, y cada uno enmudece.
Una sociedad en la que los hombres lloran sólo una vez en la vida. Ahorran sus lágrimas, y cuando la vida ha pasado se alegran de nada. Y están cansados y viejos.
Una sociedad en la que cada individuo pinta su imagen y la adora.
Una sociedad en la que los hombres desaparecen de pronto, pero nadie sabe que han muerto:
Una sociedad en la que no existe la muerte, porque no hay para ella una palabra, y todos están satisfechos.
Una sociedad en la que hay sólo viejos que procrean ciegamente a otros viejos.
Una sociedad en la que no hay mierda: todo se diluye en sus cuerpos. Son gente sin sentimientos de culpa, sonriente y voraz.
Una sociedad en la que los buenos apestan y todos se evitan. Sin embargo, se les admira desde la lejanía.
Una sociedad en la que nadie muere a solas. Hay miles de hombres que se juntan espontáneamente, y son ejecutados en público: su verdadera fiesta.
Una sociedad en la que todos hablan sólo al otro sexo: hombres a mujeres, mujeres a hombres; pero nunca un hombre a otro hombre, ni una mujer a otra, o sólo clandestinamente.
Una sociedad en la que los niños sean verdugos, para que ningún adulto se manche las manos de sangre.
Una sociedad en la que uno respira sólo una vez al año. "


" Aprender otra vez a hablar. A los cincuenta y siete años aprender no un idioma nuevo, sino aprender de nuevo a hablar. Tirar por la borda los prejuicios, aunque al final no nos quede nada. Leer otra vez los grandes libros, no importa si los leímos o nunca los leímos. Escuchar a la gente sin dar consejos, sobre todo a la que nada tiene que enseñarnos. No reconocer jamás a la angustia como un medio para la realización. Combatir a la muerte sin proclamar el combate. En una palabra: valor y justicia. "

por aly . 2:28 AM .

Quinta-feira, Setembro 18, 2003



"Mamãe, jogue todas as latas de farinha láctea no lixo."


O garoto-propaganda-símbolo da marca acima, aprontou isto no último domingo.


por aly . 7:31 PM .



NEVER




É por essa y por otras cositas que mudei para o Boca.

por aly . 6:56 PM .





Artist: Man Ray
Artist's Lifespan: 1890-1976
Title: Duchamp as Rrose Sélavy
Date: c. 1920-21
Location of Origin: United States
Medium: Photography
Style: Dada
Genre: Portrait


por aly . 7:41 AM .





A Volta do Boêmio

Compositor: Adelino Moreira
Na voz de Nelson Gonçalves


Boemia, aqui me tens de regresso
E, suplicante te peço, a minha nova inscrição.
Voltei, pra rever os amigos, que um dia
Eu deixei a chorar de alegria, me acompanha o meu violão.
Boemia, sabendo que andei distante,
Sei que essa gente falante vai agora ironizar:
Ele voltou, o boêmio voltou novamente,
Partiu daqui tão contente, por que razão quer voltar?
Acontece que, a mulher que floriu meu caminho,
De ternura, meiguice e carinho, sendo a vida do meu coração,
Compreendeu e abraçou-me, dizendo a sorrir:
Meu amor, você pode partir, não esqueça o seu violão,
Vá ver os teus rios, teus montes, cascatas,
Vá sonhar em nova serenata e abraçar seus amigos leais.
Vá embora, pois me resta o consolo e alegria
De saber que, depois da boemia,
É de mim que você gosta mais.

por aly . 6:16 AM .

Terça-feira, Setembro 16, 2003

Giovanna T...

Uma das minhas alunas de Roma, meio zureta, olhar alugado, submetida a
exame, informa que o padre Antônio Vieira internou-se no século 16 pelo
Grande Sertão: Veredas; fundou a cidade de São Paulo aprendeu a língua
Tupi-Guarani e, imaginado pelos brasileiros um serafim, publicou mais tarde
sua autobiografia intitulada "Serafim Ponte Grande".

Pressentindo que ia ser reprovada, Giovanna T... ameaça atirar-se ao Tibre:
sua família jamais aceitaria no seu libreto a nota fatal "respinta", acrescentando:
somos pessoas de bem, estimadas no bairro e na cidade; conhecemos até
mesmo um "onorevole". Explode em lágrimas pré-fabricadas.

Diante desta manisfestação de teatralidade (os italianos são mais teatrais
na vida real que no palco) tenho ganas de lhe sugerir a efetivação da
ameaça, valendo-me de um admirável exemplo literário: de fato Quevedo
num soneto declara que Roma não está mais em Roma; as grandezas de
Roma foram abolidas; somente o transitório permanece aqui; das glórias
antigas, de sólido subsiste o Tibre. Portanto, atirar-se ao Tibre é uma honra.

Reprovo-a; não lhe posso aplicar uma nota que segundo penso faz falta:
zero com louvor.

Murilo Mendes: Poliedro, 1965-1966

por aly . 2:24 PM .




Galehaut Arranged Lancelot and Guinevere' First Kiss
Manuscript illustration, c 1400
Bibliothèque Nationale, Paris


Besame Mucho

Consuelo Velazquez

Besame, besame mucho,
Como si fuera esta noche la ultima vez.
Besame, besame mucho,
Que tengo miedo perderte, perderte después.

Quiero mirarme en tus ojos,
Tenerte muy cerca, verte junto a mi.
Piensa que tal vez mañana
Yo ya estare lejos,
Muy lejos de aqui.

Besame, besame mucho,
Como si fuera esta noche la ultima vez.
Besame, besame mucho,
Que tengo miedo perderte, perderte después.

por aly . 4:21 AM .



O AUTOR NA PRAÇA

Erazê Martinho

Autografando o livro:
Carlito Maia, a irreverência equilibrista

O jornalista e publicitário Erazê Martinho é o próximo convidado do projeto O Autor na Praça, autografando o livro Carlito Maia, a Irreverência Equilibrista. Integrando o evento: performance com o ator Camilo Torres, personificando Carlito de Chaplin, intervenções musicais, com a presença do músico e compositor Haroldo Oliveira, autor da marcha O amante da Vênus de Granito, dedicada a Carlito Maia. Às 16h, Oliveira apresentará repertório com música de seu CD In Solo. O músico Cesar Vasconcelos e a cantora Priscila Amorim, às 17h, mostrando trabalhos de seus repertórios. Contaremos com a participação de alguns integrantes do Bloco Carnavalesco Animados do Carlito, fundado em 1998, após a realização da Semana Carlito Maia. Estão confirmados: Elias Pereira, Marcelo Max, Emerson Boy, Feliciano Bezerra entre outros. O cartunista Júnior Lopes, participa do evento realizando caricaturas ao vivo. Aproveitamos o evento para lembrar Plínio Marcos, o padrinho do projeto, com leituras e performances, por ocasião da data de seu nascimento: 24 de setembro.

Quando e onde: Sábado, 20 de setembro
Das 15h às 18h no Espaço Plínio Marcos - Feira de Artes da Praça Benedito Calixto.


por aly . 2:20 AM .

Domingo, Setembro 14, 2003

MORANDO PERTO DO TEMPLO


As igrejas pentelhocostais multiplicam-se como
pelos nos púbis adolescentes: saco!

por aly . 4:40 PM .



LISTA DE FILMES APROVADOS PELO VATICANO

Boa lista, esta, do Vaticano. Agora é esperar que os
filmes indicados não caiam, amanhã, no Index Proibitorum.
Con questo Papa!

por aly . 5:04 AM .




Carl Dreyer: A Paixão de Joana D'Arc, 1928

por aly . 4:15 AM .

Sábado, Setembro 13, 2003

Da série mdddd...

Argentina, con su hombre

por aly . 8:54 PM .

Sexta-feira, Setembro 12, 2003

Vem pro letteri,

vem?


por aly . 3:36 PM .





Escutei da chilena q coça a cabeça no bar acima, nesta madruga:
"Estoy a las turras con las torres."
Briguei com o garçon e o gerente: choravam pelas torres. Ara!
Têm outros bares em San Pablo, sei.

por aly . 12:48 PM .



DESTES EU GOSTO

Billie & Miles

As torres já me encheram o saco.
Houve uma invasão dopo?
E outro ataque, aconteceu?
Entonces, fuedandam-se,
así como nos comemos, sempre,
en los pasos arábicos.
De los americanos sabemolos:
é isso o q ocorre, só!

por aly . 2:57 AM .

Quinta-feira, Setembro 11, 2003


Lemmon & Wilder no set de The Apartment, 1960

"Exatamente da mesma maneira como o mundo inteiro
odeia os Estados Unidos, os Estados Unidos odeiam
Hollywood. Há nisso o preconceito profundamente
arraigado de que todos nós somos levianos, gastamos
10 mil dólares por semana e não pagamos impostos,
transamos com todas a garotas crescidas, temos
piscinas fora e dentro de casa, preceptores que ensinam
nossos filhos a subirem em árvores, que cada um de
nós tem dezesseis empregados e todos possuímos
um Maserati. É, tudo isso é mais que verdadeiro.
Mesmo que vocês morram de inveja!"

Billy Wilder, 1975

por aly . 3:17 AM .

Quarta-feira, Setembro 10, 2003

"NOBODY'S PERFECT"

Frase definitiva de Billy Wilder, aqui, com Audrey Hepburn,1954

por aly . 5:22 AM .

Terça-feira, Setembro 09, 2003

O G da MGM

Sam Goldwin, Mabel Normand & Chaplin

Billy Wilder chamava de goldwinismo à coleção de frases
atribuídas a Samuel Goldwin que circulava em Hollywood.

Das colecionadas por Wilder:

"Uma noite Sam assistiu ao Hamlet interpretado por Lawrence
Olivier. Na manhã seguinte disse para mim:
'I saw Hamlet last nigh. It's full of quotations.' "
(Vi Hamlet ontem à noite. Está cheio de citações.)

"Nepotismo não é coisa ruim, desde que fique somente em família."

Sam: "Em que você está trabalhando agora?"
Billy: "Na minha biografia."
Sam: "E de que se trata?"

De outras fontes:

"Fui até aonde a mão humana jamais pôs os pés."

"Li parte do roteiro até o fim."

"Eu não quero que alguém que trabalhe comigo só diga sim.
Quero alguém que fale a verdade, mesmo que isso lhe custe
o emprego."

"I'm talkink about facts, not reality."
(Eu falo sobre fatos, e não da realidade.)

"Nunca faça previsões, especialmente sobre o futuro."

"Quando eu quiser sua opinião, eu lhe dou a minha."

"Eu tive uma idéia genial esta manhã, mas não gostei dela."

"Um contrato verbal não vale o papel em que foi assinado."

"Inclua-me fora disso."

por aly . 6:35 PM .



FAZ 60 ANOS QUE SÃO PAULO CONVIVE COM SEUS DEMÔNIOS!

por aly . 4:23 PM .





clic no ambiguoumbigo


por aly . 2:46 PM .




Bogart e Audrey Hepburn ensaiam unos pasitos
dirigidos por Billy Wilder em Sabrina, 1954.
Na América hispânica foi intitulado Sabrina:
Tiempo de Rosas y Espinas
.


Punctum: atentem nos "pezinhos" da delicada Audrey.

por aly . 1:33 AM .



Dicionário do diabo

I



Idiota- membro de uma grande e poderosa tribo de preponderante influência nos assuntos humanos. A atividade do idiota não se restringe a uma área específica do pensamento ou da ação, ela está em tudo. O idiota detém a última palavra em tudo, sua decisão é inapelável. Ele dita as modas, os gostos, as opiniões e estabelece os limites do discurso e do comportamento.

Ignorante- pessoa que desconhece coisas que já sabemos e que sabe de outras que desconhecemos.

Imbecilidade- espécie de inspiração divina que acomete os críticos severos deste dicionário.

Imigrante- pessoa não esclarecida que acha que um país é melhor do que outro.

Imodesto- pessoa dotada de forte concepção de seus próprios méritos e de uma frágil noção do valor dos outros.

Imoral- inconveniente. Tudo aquilo que o ser humano acha inconveniente a determinados propósitos é rotulado de errado, doentio e imoral.

Impaciência- esperar com pressa.

Imparcial- incapaz de perceber uma vantagem pessoal na adoção de um dos lados de uma controvérsia ou de adotar uma de duas opiniões conflitantes.

Impiedade- a sua irreverência à minha divindade.

Imposição- ato de abençoar ou consagrar por meio da colocação das mãos. Cerimônia comum em muitos sistemas eclesiásticos, porém realizada com mais sinceridade por uma seita conhecida como os Ladrões.

Imposto- preço que pagamos para poder criticar o governo.

Impostor- aspirante rival às honras públicas.

Improvidência- prover as necessidades de hoje com os rendimentos de amanhã.

Imprudente- insensível ao valor de nossos conselhos.

Impunidade- riqueza.

Incompatibilidade- no casamento, diz-se da semelhança de desejos, particularmente o desejo de mandar.

Incorruptível- diz-se daquele que cobra um preço alto demais.

Influência- na política, um visionário quo que é dado em troca de um substancial quid.

Intelectual- indivíduo capaz de pensar por mais de duas horas em algo que não seja sexo.

Intérprete- alguém que possibilita que dois indivíduos de línguas diferentes se comuniquem mediante a repetição a cada um daquilo que o intérprete julga conveniente que seja dito de um para o outro.

Intimidade- relação para a qual dois idiotas são arrastados para se autodestruírem.

Inventor- sujeito que cria uma combinação de rodas, alavancas e molas e chama a isso de civilização.


Ambrose Bierce
Tradução de Maira Parula do Prosa Caótica, inblog.

por aly . 12:54 AM .

Segunda-feira, Setembro 08, 2003

GILLES DELEUZE


"Pode-se prever que a educação será cada vez menos um
meio fechado, distinto do meio profissional - um outro meio
fechado -, mas que os dois desaparecerão em favor de uma
terrível formação permanente, de um controle contínuo se
exercendo sobre o operário-aluno ou o executivo-universitário.
Tentam nos fazer acreditar numa reforma da escola, quando
se trata de uma liquidação. Num regime de controle nunca se
termina nada."

Conversações, 1972-1990



E foi-se. Em 1995.

por aly . 6:44 PM .

Quinta-feira, Setembro 04, 2003

OOPS!

Jack Lemmon & Virna Lisi

por aly . 6:03 AM .

Quarta-feira, Setembro 03, 2003

ACESSÓRIO(S)



Le Chateau Exotique - 27 West Mechanic Street, New Hope, PA 18938
Phone: 215-862-3810 Fax: 215-862-0139


por aly . 8:38 AM .




Billy Wilder: Se Meu Apartamento Falasse, 1960
No México e na Argentina, The Apartment foi exibido com o título
Piso de Soltero.

por aly . 2:46 AM .

Terça-feira, Setembro 02, 2003

As Irmãs Tatas

Eram quatro irmãs tatibitates e a mãe delas tinha muito desgosto
com esse defeito. Como as queria casar, aconselhava que não
falassem diante de gente estranha, dando uma impressão má.
- Quem falar, não casará, ameaçava a velha.
Uma vez, saíra a mãe, e as quatro moças estavam em casa
quando apareceu um rapaz bem vestido, pedindo um copo
dágua para beber. A mais velha correu para buscar a bilha
mas o fez tão estouvadamente que lhe escapou das mãos e
espatifou-se no chão.
A moça não se contendo exclamou:
- Lá si quêbou a tatinha de mamãe!
A segunda:
- Que si quêbou, que si québásse!
A terceira, lembrada das recomendações maternas:
- Mamãe nun dissi que a genti nun faiásse?
A última, tranqüila pela sua conduta:
- Eu, cumu nun faiêi, cazaêi!

Colhido por Dhalia Freire Cascudo
Natal - Rio Grande do Norte

In: Câmara Cascudo. Contos Tradicionais do Brasil.
Rio de Janeiro: Ediouro, 2003.
Com ilustrações de Poty.


por aly . 9:11 PM .





por aly . 7:40 AM .



MATU CO.

O Matusca está muito além dos blogueteiros, no fabrico do seu
mosaicoafeto, antes de Moisés, egipto que é.

Obrigado e um beijo

por aly . 2:03 AM .




Jairo & sua Invenção

A última crítica-crônica de Jairo Ferreira na Revista Contracampo.
Aí, Jairão, um beijo em Deus e à Nossa Senhora das Dores Suportadas, aqui,
no blogverso dos sacos puxados e estirados ao céu dos mínimos egos: os blogueres.

por aly . 1:19 AM .



Tudo cabe, mesmo o descabido.
A vida não é um armário.





Desde
14 novembro 2002



falar comigo



Blogues

almanaque
apenas bahia
almocreve das petas
aqui tem coisa
armazém periscópio
assaz atroz
a terceira noite
atire no dramaturgo
a vez do peão
biscoito fino e a massa
blog do emir
blog do mello
bloWg
b-site
caderno de saramago
clave do sul
catarro verde
dadanoias
da literatura
diário gauche
do arco da velha
dudi
ferréz
fotocafé
frenesi::livros
gramatologia
grupo beatrice
homo luddens
icamiaba
inmanencia
insônia
la petite claudine
legendas & etc
luís nassif blog
marcio périgo
ma-schamba
meditação na pastelaria
memória inventada
miniscente
na periferia do império
nas retinas
naxos
nei lopes
observador
óleo do diabo
olhos livres
o silêncio dos livros
pimenta negra
porto::lisboa
pedro doria
Poesia & Lda.
prosa caótica
república do café
riobaldo & diadorim
roserouge absolutely
rua da judiaria
samurai no outono
sapoti da japaranduba
sem pénis, nem inveja
sheila leirner
silêncio
silvia chueire
sorry periferia
sob(re) a pálpebra
teresa-torga
uma geógrafa
varal de ideias
vigna-marú
vi o mundo
xico sá
who killed bambi?



Links

acervo hermínio bello de carvalho
adital
antroposmoderno
artemeditada
asdfg, menezes
beijo da rua
bloco lira da vila
blogmarks
blue bus
brasil de fato
brasilian music
caros amigos
carta capital
carta maior
cifra antiga
cinefagia
contracampo
contratiempo
conversa afiada
correio da cidadania
cosac & naif
cronópios
delicious cimatti's bookmarks
ejército zapatista de liberación nacional
fausto wolff
gafieiras
internet archive
henciclopedia
jangada brasil
júlio medaglia
kinja bsiteblog's mix
la fogata
la gauche
la haine
la insignia
la jornada
mídia latino-americana
minguante
musica brasiliensis
novae
obvious
página/12
piel de leopardo
plínio marcos
projeto releituras
PUCMinas
rebelión
repórter brasil/combate à escravidão
resistir
revista fórum
revuelta
rue89
samba & choro
sin permiso
todo tango
ubu web
ver O poema
voltaire net
WebUrbanist
zezão



Arquivos




Letteri Café
at
The Ten Best Art
And Culture Websites
In The World by
Spank The Monkey





template:
Rossana Fischer